Let's Talk: "Como empreender no mercado criativo"


29/05/2019 A palestra “Jornada do Jovem Empreendedor" aconteceu na UNIASSELVI O evento foi ministrado pela equipe do Lab Estúdio Criativo e teve duração de 1h30min. Os Palestrantes contaram como iniciaram sua Jornada no Mercado (..) Leia mais.

ALEXANDRE JOSÉ FALA SOBRE O DESAFIO DO JORNALISMO NA ERA DIGITAL EM PALESTRA NA UNIASSELVI


O comunicador Alexandre Jose falou com acadêmicos da disciplina de Criação e Produção em RTV do curso de Publicidade e Propaganda da UNIASSELVI, na noite de 20 de maio, cujo tema foi (..) Leia mais.

LET'S TALK: PALESTRA INSPIRADORA DE DANIEL CAJAL SOBRE AUDIOVISUAL NA UNIASSELVI


      14/maio/2019 O mercado audiovisual ontem, hoje e amanhã por Daniel Cajal trouxe luz, mostrou como o mercado audiovisual cresceu e se tornou acessível a qualquer pessoa criativa. Com vasta experiência em comunicação. Cajal (..) Leia mais.

O Case CAFEZÃO foi tema da segunda noite de palestras do projeto Let’s Talk


      Na última quinta-feira aconteceu na Uniasselvi de Blumenau, a palestra com a equipe do Cafezão. Uma oportunidade incrível que atingiu as expectativas das organizadoras. A palestra, que teve muito CAFÉ, sorteio e (..) Leia mais.

Sucesso: é o que define a abertura do Let’s Talk!


Ocorreu no dia 30 de maio, o primeiro encontro do ciclo de palestras Let’s Talk com o tema Criação Digital: como se destacar da concorrência e fazer diferente para chamar a atenção (..) Leia mais.

Geral

2a noite do ECOM traz o palestrante internacional Dado Schneider com a inusitada palestra muda!

Postado em by Prof Márcia em Eventos, Geral | Deixe seu comentário  


O palestrante internacional Dado Schneider – recorde de público e crítica no último Festival Mundial de Publicidade de Gramado – trouxe nesta terça-feira a palestra muda “O consumidor muda! A palestra muda!”, com uma inusitada, instigante e eficaz forma de abordar o comportamento do consumidor nos dias de hoje.

Sobre o palestrante

Dado Schneider é graduado em Comunicação e pós-graduado em Marketing pela UFRGS. Mestre e Doutor em Comunicação pela PUCRS. Como Professor de Marketing e Comunicação, são mais de 24 anos de experiência em instituições como UFRGS, PUCRS UNISINOS UNIFACS, Universidade Fernando Pessoa (Portugal) e, hoje, no MBA e Pós-Graduação da ESPM/RS. Mais de 30 anos de experiência em marketing e comunicação em empresas como Claro, DM9, RBS, MPM, Propeg, Ogilvy, Escala, Paim, entre outros. Consultor de Comunicação de Vendas desde 2002. Principais clientes nos últimos 4 anos: Dell, Avon, Colombo, Pfizer, Stihl, Royal Canin, IIR, Grupo RBS, Unimed, Intelig, SAP, Amcham, NET, ACSP, FIERGS, Zaffari/Bourbon, GKN Driveline, Blue Ville, SICREDI, GAFOR, SLC, entre outros.

A palestra

Dado dividiu a palestra em duas partes. A 1ª apenas com som e imagens, passando slides que substituíam sua fala e utilizando letras de músicas para fazer o púbico refletir, ao mesmo tempo em que aproveitam o embalo da  música alta que preenche os sentidos. Criou uma atmosfera com pouca luz e muito apelo visual e soundtrack.

Algumas mensagens deixadas nesta 1ª parte da palestra:

Sonho, estudo e muito trabalho para fazer a diferença: ser melhor do que a média. Tempo é tudo. E tempo a gente faz.

Trabalhar com prazer e fazer o que gosta para resultar em algo bom.

Vc precisa saber de tudo e conhecer o consumidor.

Daqui a 20 anos vamos entender o que acontece hoje, vai aumentar a velocidade da mudança. É necessário modernizar-se. Gente moderna é bem informada.

A grande disputa é “o novo” versus “o de novo”.

Estar um passo à frente – maturidade é não se apavorar com as surpresas da vida.

O mercado é um jogo de poker – profissionais, amadores e os sem noção (Os poker face).

A ética está deixada de lado, mas o futuro pertence aos éticos e bem preparados.

Sutilmente, Dado passa dicas à plateia e afirma que “a palestra tem uma dose a mais de forma que conteúdo e é isso o que atrai, que captura a atenção”.

No mesmo ritmo acelerado das músicas está a vida e o trabalho.

Estarmos interligados não significa estarmos mais próximos no mundo de hoje.

Compra-se status, informação, entretenimento e auto-estima.

Pautar a vida com uma conduta ética e humana, uma carreira promissora e, no caso dos profissionais da publicidade, entender o consumidor, ser agregador, ter amigos faz toda a diferença. É preciso colocar uma lente positiva e otimista para ver o mundo.

O destino-macro é definido por um Ser Superior, mas cada um faz o seu destino-micro.

2ª parte da palestra : o consumidor

Na segunda parte, Dado desconecta as imagens, desliga a música e pega o microfone. Faz então um pequeno relato de sua vida profissional. E consegue trançar essas experiências com as mensagens que deseja passar ao público.

Para Dado, pesquisar o consumidor é o ponto chave.

A nova geração está com muita sorte no mundo profissional de hoje, com nova economia, novas empresas, novos hábitos e novos profissionais, com mais abertura e mais oportunidades, principalmente pelo novo papel que o Brasil ocupa no cenário internacional.

Com muito bom humor, associado à inteligente forma de abordar os assuntos, Dado conquistou rapidamente a atenção da platéia.

A informação é essencial, e a integração ao mundo digital idem, pois a concorrência aumenta aceleradamente.

Dado traz novamente o conceito dos ‘sem-noção’ referido na 1ª parte e define como os fitoplancton (pessoas que não querem saber o que acontece no mundo, alheios às mudanças e embalados pela maré do momento).

Frisou à plateia que não há ninguém no teatro que nasceu neste século!  Somos a última geração que foi educada semelhantemente à educação da geração de Dado. O mundo vertical acabou. O mundo se horizontalizou.

Quem é diferente de verdade é quem nasceu neste século, pois estão muito mais avançados digitalmente.

A Geração Z (deste século) é mais multifacetada, mais multicanal.

Misturando experiências pessoais vividas no RS, Dado envolveu a platéia em momentos alternados de bom humor e seriedade, obtendo essa linha alternada e cativando totalmente a atenção do público.

Assim, construiu um quadro demonstrando que o século XX foi a época dos vínculos, ou seja, mantinha as tradições, os costumes, os mesmos hábitos, a estruturação de vínculos sólidos e duradouros, havia fidelidade (namorávamos e casávamos com pessoas, produtos e marcas). Já o século XXI é a era do ‘ficar’, ou seja, há diversas opções e tendemos a experimentar, arriscar, sem criar vínculo.

Dado relatou experiências de pesquisa de consumo a fim de descobrir qual o segredo dessa geração que apenas “fica” e não se vincula. Concluiu que o ponto X é que partem para novas sensações, novos hábitos, novos costumes, e isso aplicado a comportamento de consumo, é estar ‘fidelizado’ enquanto estiver bom apenas. Se não estiver bom, o consumidor muda de marca e pronto!

O consumidor hoje mudou. E se “o consumidor muda, a palestra muda!”.

Dado Schneider comprovou isso com a fantástica experiência de sua palestra.

Programação

Quarta-feira é o dia das palestras digitais, com os profissionais Maureen Gonzalez (Lew Lara\TBWA) e Fabiano Cruz (House Cricket), que abordarão o tema “Como o mercado digital está revolucionando a comunicação”. E o encerramento do encontro, no dia 24, fica a cargo de Tales Bahu, premiado criativo da agência África, que trará um tema um tanto quanto intrigante: “Como trabalhar em propaganda mesmo sendo criativo”.

Confira aqui o Momento ECOM que veicula na RIC TV Record de Blumenau:

Teatro lotado na 2a noite do ECOM

 

Palestra Dado Schneider

 

Prof. Deivi e o palestrante

 

Bastidores, momentos antes da palestra

 

Equipe de apoio_recepção evento

 

Espaço e galera da Brava

 

Espaço FIAT Rivel

 

Espaço Olho d'água

 

Galera da Polly Formaturas

 

Espaço Singular Comunicação

Texto: Mauro Celso de Aguiar

Revisão: Márcia Annuseck

Fotos: Felipe Colvara e Equipe NACOM

Abertura da 10ª edição do ECOM, na UNIASSELVI de Indaial, apresenta palestra do case Pepsi: “Pode Ser?” e lota o Teatro Da Vinci

Postado em by Prof Márcia em Eventos, Geral | Deixe seu comentário  

A 10ª edição do ECOM da UNIASSELVI recebeu, na noite de 21 de maio, o brand planner da agência AlmapBBDO para a palestra em que aborda o case da Pepsi “Pode Ser?”, um dos cases publicitários mais comentados e discutidos da atualidade.

Sobre o palestrante

Valter Bombonato é brand planner da agência AlmapBBDO. Publicitário graduado pela ESPM/SP com especialização em Planejamento de Comunicação pela Miami Ad School. Possui mais de 10 anos de experiência em planejamento de comunicação. Ao longo da carreira trabalhou em consultorias de marketing e grandes agências como TBWA e AlmapBBDO, realizando trabalhos para marcas como Nissan, Pedigree, Chivas, Absolut , Haagen-Dazs , Caixa Econômica Federal, Eurofarma, Cerveja Antarctica, Original, Serra Malte, Cerveja Polar, Toddy, Quaker, Pepsi, H2OH!, Gatorade, GOL Linhas Aéreas, Varig e Audi. Atualmente é gerente senior de planejamento da agência AlmapBBDO, responsável pelo grupo de contas de bebidas da PepsiCo, grupo Gol Linhas Aéreas e Audi. Na área acadêmica, é professor do curso BootCamp de comunicação da Miami Ad School/SP e do curso Pocket de Planejamento de Comunicação da ESPM/SP. Foi premiado em 2011 no Effie Award – Categoria de bebidas e alimentos para PEPSI – e no Grand Effie Award – Estratégia mais eficaz de 2011 para PEPSI.

Abertura

Com uma prévia da Banda Ponto Trinta Rock n’ Blues, o coordenador do curso de Publicidade e Propaganda, Prof. Deivi Eduardo Oliari, abriu o evento enaltecendo a qualidade do curso de Publicidade e Propaganda da UNIASSELVI, agradecendo o apoio recebido de toda a instituição para a concretização desse 10º ECOM, em especial à equipe que integra o curso de Publicidade e Propaganda, bem como a presença dos acadêmicos, professores, egressos e profissionais que compareceram ao Teatro Da Vinci para prestigiar o evento.

Na sequência, o Prof. Ozinil de Souza, Pró-Reitor de Ensino da Instituição em Indaial, proferiu algumas palavras, enfatizando que “esse é o momento do aprendizado”, eque o decorrer da semana promete trazer a todos muito conhecimento e informação.

Palestra

Valter iniciou trazendo um rápido VT para situar a história do case da Pepsi. Por uma pesquisa feita pela agência, avaliou-se o mercado de refrigerantes, tendo a Coca-Cola sempre como uma referência de liderança.

A Pepsi, por sua vez, queria ampliar sua comunicação e aumentar sua freqüência de consumo.  O problema era a ‘consideração de marca’, ou seja, a lembrança da marca para o consumidor em momento de conforto. A Pepsi sempre veio rotulada como a 2ª marca.

Tudo isso fez com que se questionasse inclusive a fórmula da bebida, porém não apresentava rejeição nos testes cegos.

Para fazer a marca voltar a crescer, a agência partiu para o contato direto com os consumidores de Coca-Cola. A conclusão foi de que a Pepsi não tinha nada de sedutor, nenhum diferencial ao público consumidor em geral. Há uma histórica guerra das ‘colas’ e no Brasil a ‘briga’ não é equilibrada, dada a diferença de investimentos por cada uma das marcas. Logo, bater de frente não seria uma boa estratégia.

Assim, o primeiro passo foi assumir e reconhecer com humildade essa situação da marca no Brasil. O job da agência então foi trazer a curiosidade do consumidor de volta ao produto, a ver um lado positivo na ausência da Coca-Cola, e fazer com que o consumidor não saísse do mundo das ‘colas’, ou seja, mantê-lo no mesmo segmento da bebida da marca.

A campanha não poderia ser só para lembrança (awareness), nem apenas reposicionar a marca. Era necessário entender a relação dos consumidores da Coca com a Pepsi.

A ideia disseminada no público consumidor, ainda mais considerando se for fiel à Coca, é que “ninguém sai de casa pensando em beber uma Pepsi”.

Aliado à humildade da marca (ao aceitar o segundo lugar no mercado), viu-se aí um insight, um espaço, uma brecha possível de ser trabalhada, sem bater de frente.

Veio a figura do garçon (que sempre oferece uma outra bebida, quando não há aquela que o cliente pede).

A agência ousou em fazer uma pesquisa de campo em bares de SP e Porto Alegre, onde clientes pediam Coca em bares que só vendiam Pepsi.  Valter trouxe alguns desse VTs e apresentou para o público do Teatro. Esse foi o grande ‘achado’ da campanha!

O vídeo mostrou os consumidores de coca insatisfeitos com a famosa pergunta dos garçons: “pode ser Pepsi?” e os consumidores da Pepsi indignados com a forma que a marca era tratada pelos garçons.

Segundo Valter “a Pepsi não está aqui para agradar todo mundo, mas ela usou esse artifício para recolocar a marca no Brasil”. O lado positivo do “pode ser”, aliado e aplicado à geração Millenials – 18-24 anos – com embasamento em diversos estudos de tendências no comportamento do consumidor, com valores como experimentação, diversidade e novidade,  fez com que a ALMAP desenvolvesse uma campanha que instigasse essa geração a fazer com a Pepsi o que eles já faziam nas ruas, do seu jeito.

O ponto da campanha era não procurar se colocar no lugar da Coca-Cola, mas sim buscar um conceito e espaço próprio. A ideia foi o da sensação diferente, ou seja, mostrar a verdade.

É a antilógica do marketing americano, ou seja, não ocupar o espaço da Coca, não tratar o tema do ser o melhor, mas sim de ser diferente.

A questão foi o “perguntar ao invés de afirmar”: Já pensou que o pode ser pode ser muito bom?  Essa pergunta instiga a nova geração a experimentar, a arriscar e responder por si mesma. O diferente pode ser algo surpreendente.

Embasado nesse conceito, foi feita a campanha e a partir de uma ideia, surgiram diversas peças com muito bom humor.

Valter passou vários VTs da campanha, que transformou esse bordão do “pode ser” em algo simpático e aprazível, sendo assim difundido entre o público.

Foram utilizadas personalidades do momento em PDVs em SP na mesma linha da campanha em VTs, a fim de reforçar o conceito da marca.

Valter apresentou os resultados da campanha, com dados de mercado que mostram o crescimento de share da marca Pepsi.

A campanha também teve reflexo no índice de preferência e conseguiu fazer com que a marca fosse revitalizada e voltasse a ser objeto de comentários positivos, ou seja, uma campanha de resultado, que rendeu o prêmio da Effie Awards para a agência.

Confira aqui o vídeo do Momento ECOM que veicula na RIC TV Record Blumenau:

Créditos:

Texto: Mauro Celso de Aguiar 

Revisão: Márcia Annuseck

Fotos: Felipe Colvara e Equipe NACOM

Campanha Pepsi, pode ser?

 

Teatro lotado na 1a noite do ECOM

 

Valter Bombonato apresentando o case Pepsi, Pode ser?

Prof. Ozinil, Pró Reitor de Ensino, na abertura do ECOM

 

Prof. Deivi, Coordenador do Curso, na abertura do ECOM

 

Banda Ponto Trinta abrindo o evento

 

Momento ECOM_RIC TV Record Blumenau

VT ECOM 2012

Postado em by Prof Márcia em Eventos, Geral, Videos | Deixe seu comentário  

Assistam aqui, em primeira mão, o VT do ECOM que está rolando na RIC TV Record Blumenau, com a direção do nosso super Prof. Elvys Sewald!

 

ECOM 3.0_De 21 a 24 de maio

Postado em by Prof Márcia em Eventos, Geral | Deixe seu comentário  

Acadêmicos e egressos do Curso PEP UNIASSELVI são premiados no Festival de Cinema de Blumenau

Postado em by Prof Márcia em Geral, Prêmios, Videos | Deixe seu comentário  

Os videoclipes “Hei menina” e “Sem olhar pra trás” foram premiados, com empate técnico, no 1o Festival de Cinema de Blumenau, realizado entre os dias 22 e 27 de abril no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau.

O clipe “Hei menina”, produzido em parceria com a banda Costeletas, foi dirigido pelo egresso Gabriel Garcia (Fábrica de Cinema) com direção de fotografia do acadêmico Raphael Stuy e participação do egresso Fernando Ávila e do acadêmico Luis Fuck, além de vários profissionais liberais. Ao todo, foram 4 meses de captação de imagens e mais 2 meses de edição e pós produção. O clipe já pode ser conferido na página da Fábrica: www.fabricadecinema.com, veja também os bastidores da gravação:

 

“Sem olhar pra trás”, o clipe da banda Kairos, foi dirigido pelo acadêmico Luiz Côrrea. Luiz, que cursa o 5o semestre do curso, fez sozinho toda a direção de cena, fotografia, filmagem e edição. A produção levou um mês e meio, tendo como cenário a praia de Tramandaí, no Rio Grande do Sul. “ O curso de Publicidade da UNIASSELVI proporcionou uma visão e linguagem que eu não tinha. As disciplinas de fotografia e semiótica foram importantíssimas e contribuíram na construção de uma base criativa, onde tudo possui significado”, explica o acadêmico. Confira aqui o resultado:

 

Para o coordenador do curso, Prof. Deivi, “é um orgulho ver nossos acadêmicos e egressos em destaque no mercado, com trabalhos de alto padrão de qualidade. É o princípio da instituição (Não basta saber, é preciso saber fazer) acontecendo na prática”.

 

O FESTIVAL

O 1º Festival de Cinema de Blumenau foi realizado de 22 a 27 de abril de 2012 no Teatro Carlos Gomes.

Durante os seis dias de duração foi apresentada uma programação abrangente e gratuita, com seleções variadas, trabalhos inovadores e representativos da produção catarinense e nacional. Além de mobilizar a comunidade ao acesso de espaços e produções culturais, o evento teve como objetivo valorizar a memória e história viva do cinema blumenauense.

 

MOSTRA DE VIDEOCLIPES CATARINENSES | Júri Jovem

HEI MENINA

Artista: Banda Costeletas. Rio do Sul (SC). Dirigido por Gabriel Garcia. 2011.

SEM OLHAR PRA TRÁS

Artista: Kairos. Tramandaí (RS). Dirigido por Luiz Côrrea. 2011.

Fonte premiação: http://www.festivaldeblumenau.com.br/site/noticia_interna.php?id=17

 

 

 

ECOM 3.0_Loading…

Postado em by Prof Márcia em Eventos, Geral | Deixe seu comentário  

Galera da PEP UNIASSELVI!

Estamos a milhão com mais uma super edição do ECOM para vocês com palestras e conteúdos “power”.

Agende-se e ative seu QR Code_de 21 a 24 de maio.

+ INFO: www.pepuniasselvi.com.br/ecom

 

 

PEP 17 em visita à Lince Produtora

Postado em by Prof Márcia em Geral, Visitas técnicas | Deixe seu comentário  

Alunos da PEP 17 visitaram a Lince Produtora em Blumenau, onde tiveram contato com vários tipos de câmera – com abordagem da analógica e digital – e conheceram toda estrutura de uma grande produtora de vídeo. Os alunos conheceram de perto os equipamentos utilizados para movimentação das câmeras, steady cam, grua, traveling, slider e diferentes modelos de tripé e refletores.

 

 

 

 

 

O Prof. Elvys Sewald, responsável pela visita técnica, reforça que “o contato com profissionais com experiência é muito importante para os acadêmicos, trazendo conhecimento e interesse por diferentes profissões no mercado publicitário”.

  

 


 

Seminário de Design: sucesso total!

Postado em by Prof Márcia em Design Gráfico, Eventos, Geral | Deixe seu comentário  

O Seminário de Design, ministrado pelo publicitário, designer, ilustrador e quadrinista Alex Guenther, lotou o auditório Galileu Galilei na última quinta-feira, com presença das turmas de PEP, além de alunos de Moda e Administração.

Alex forneceu dicas de como desenvolver personagens fortes na publicidade, utilizando vários exemplos na prática. Mais um evento “sucesso total” do curso de PEP UNIASSELVI. Parabéns a todos os envolvidos, em especial à galera da PEP 13 e ao Prof. David!

Galera da organização PEP13

Palestra sobre Planejamento Publicitário na PEP 17

Postado em by Prof Márcia em Eventos, Geral | 1 Comentário
Adriano Haake da Free Multiagência esteve com a PEP 17 para um bate-papo sobre planejamento publicitário. A palestra faz parte da disciplina de Seminários Avançados, ministrada pelo Prof. David Theiss, e teve como intuito apresentar aos acadêmicos a realidade e funções de um planejamento dentro de uma agência de comunicação, com pinceladas de atendimento, fazendo um paralelo entre as duas áreas.
Adriano é publicitário com 23 anos de experiência de mercado. Atualmente é diretor de Planejamento da FREE Multiagência. Técnico em desenho artístico e publicitário, graduado em Tecnologia em Marketing e pós-graduado em gerenciamento de Marketing.

Monte o seu paper toy

Postado em by Prof Márcia em Design Gráfico, Geral | Deixe seu comentário  

Monte seu toy: arquivo para impressão

A PEP 13 e o Prof. David criaram um paper toy super bacana para o Seminário de Design, que terá como tema “a criação de personagens para publicidade”.

Essa imagem pode ser importada ou impressa diretamente, basta ajustar a impressora para formato A4. Para facilitar a montagem, use um papel mais grosso, a sugestão é o sulfite ou couchê 120g. Aí é só seguir as instruções: cortar, vincar no pontilhado e colar nos locais indicados.
Veja como fica o nosso paper toy montado e divirta-se!

Paper toy montado