3a noite do ECOM trouxe um único tema e dois grandes nomes para palestrar sobre “Como o mercado digital está revolucionando a comunicação”.

A rápida modificação do mercado de comunicação, estabelecida pela digitalização, com novas e avançadas tecnologias foi o tema abordado pelos dois palestrantes que compareceram e novamente lotaram o Teatro Da Vinci em Indaial.

 

Sobre os palestrantes

Maureen Gonzales é formada em Relações Públicas pela ECA USP e em Publicidade e Propaganda pela Universidade Metodista. Maureen é Diretora de Digital na Lew Lara\TBWA com passagem pela Wunderman, Leo Burnett e AgenciaClick, tendo atendido clientes como Nissan, Danone, Nokia, BR foods, Xerox, Emirates, Liberty Seguros, Shopping Morumbi e Samsung.

Fabiano Cruz é formado em Artes Visuais e Processamento de Dados. Foi diretor de arte pelo CITS, DBK e OpusMúltipla Comunicação Integrada, onde também atuou como diretor de criação em comunicação digital. Já foi jurado no Festival do Anuário do CCPR e do Fórum Mundial de Comunicação Social. Conquistou importantes prêmios, com destaque para o de Profissional de WEB pelo CCPR no 3º e 5º anuário, TAAN (Transworld Advertising Agency Network), ABEMD (Associação Brasileira de Marketing Direto) e Colunistas Paraná e Brasil. Atualmente é diretor presidente da HouseCricket Digital&Direct, empresa do Grupo OM de Comunicação Integrada, atendendo clientes como O Boticário, Condor, Docol, Editora Positivo, Embraer, Grupo Lunelli, Masisa, Subway, Tyson Foods e Mueller.

 

1ª Palestra

Maureen iniciou a palestra afirmando: “Você tem que amar o que faz”. Interagiu com a plateia, abrindo ao público um pouco de sua vida pessoal. Referiu que, com o digital, abriu-se oportunidade de comunicar-se, de dialogar melhor com o consumidor. Isso fez com ela partisse para essa área em sua carreira. A tecnologia mudou a forma de comunicação e mudou o perfil do consumidor, pois ele não é mais passivo e sim ativo na comunicação, ele responde às iniciativas. As empresas que não estão conectadas digitalmente estão à margem do mercado e do consumidor.

Maureen trouxe três cases. O primeiro relata o caso de um cantor country americano, que teve sua guitarra quebrada num vôo da United e não foi ressarcido. Em forma de um bem humorado protesto, ele criou um clipe musical e postou nas mídias sociais obtendo grande repercussão. O segundo case foi da Best Buy, que por sua vez utilizou-se dos recursos das redes sociais para seu atendimento SAC, com respostas rápidas. E o terceiro é da EA Sports, canal americano de esportes, que se aproveitou de um momento negativo a seu favor, ou seja, um erro num tape com Tiger Woods foi transformado em um ponto forte da imagem do jogador em um VT promocional.

A palestrante afirma que “o diálogo deve ser contínuo para ser duradouro”. E deve-se tentar várias formas para manter esse diálogo. Relata o case da Domino’s Pizza que criou um aplicativo para o Ipad a fim de que o cliente pudesse montar sua própria pizza e acompanhá-la desde o forno até a entrega em sua casa.

Um dos clientes da Lew Lara\TBWA é a Nissan. Com o case dos Pôneis Malditos, criaram um aplicativo para o Facebook, e em poucas semanas cresceram de 1.000 para 70.000 acessos. No YouTube foram milhões de acessos.  O importante no investimento de mídia digital é fazer com que o consumidor vá até as referências publicitárias da empresa, dispersas nas mídias sociais.  Isso estabelece um vínculo com o consumidor.

Passou ainda para a platéia o case integrado da Heineken (conectando o consumidor ao futebol da liga européia, via celular e tablet). A C&A no Brasil, no shopping Iguatemi, também realizou uma ação digital via facebook onde os consumidores acessavam para ver nos cabides quais as roupas que mais gostavam para o dia das mães.

Maureen encerrou a palestra afirmando que “o digital não resolve um marketing ruim, apenas o amplifica”. Logo, todo o preparo e estruturação da ideia, aliados ao uso criativo dessas mídias é o que deve ser observado para o sucesso de uma campanha, seja ela on ou off-line.

 

2ª Palestra

Fabiano Cruz inicialmente agradeceu o convite e enfatizou sua satisfação com o projeto do ECOM e literalmente “vestiu” a camiseta do evento antes de subir ao palco. Reforçou que o meio digital é uma grande oportunidade para o mercado de trabalho hoje.

Mostrou números apontando 80 milhões de usuários da internet no Brasil (comparou a uma Alemanha dentro do país). 58% da população brasileira tem computador e está conectada. A expansão das linhas de celulares e tablets é uma informação de referência, uma tendência e vai mexer com o nosso mercado muito em breve, afirma Cruz. Acabou a partição da sociedade em classes (A, B, C e D) em termos de meio digital. O e-commerce vem crescendo grandiosamente, quase em progressão geométrica se comparado ao mercado comum que estamos acostumados.

Num toque de descontração, trouxe a lembrança do desenho animado dos Jetsons, famosos nos anos 80, onde a tecnologia nos parecia impossível.

Em razão disso, surge um novo consumidor. É preciso se atualizar com a digitalização, pois o mundo está mudando. Fabiano empolga-se ao dizer que “as telas estão em quase tudo!”. O universo está se tornando touch-screen. Há geladeiras interativas com o consumidor que avisa que o leite acabou e indica onde há a promoção mais próxima e aguarda o OK para inicializar a compra. Tênis que interagem com celular e com a internet…coisas antes não imaginadas.

Como profissionais de comunicação, podemos nos antecipar às necessidades do consumidor apenas consultando e interagindo nas redes sociais.

O facebook, assim como o google, já é sinônimo de internet. A forma de armazenamento das informações também está alterando. As redes sociais são meios de aumento de consumo de mídia, aumento de audiência, aumento de lembrança de marca.

Fabiano mostrou algumas ações digitais veiculadas na mídia, como a da Hellmann’s que traz receita na nota fiscal do mercado, e conforme a compra registrada na nota fiscal, apresentava opções de receita disponibilizada direto no verso da nota.

Outra ação mediante o desenvolvimento de um aplicativo para as redes sociais: o Boticário lançou um “caderno de afinidades” (BFF), onde uma consumidora respondia algumas perguntas e chamava amigas para o mesmo, e o aplicativo fazia um ranking das melhores amigas, oportunizando sugestões de presentes de perfumes do próprio O Boticário.

A Mercedes-Benz lançou um aplicativo de localizador de vagas, ou seja, o sensor de estacionamento do carro criou um serviço para localizar vagas em ruas pelas quais circulava e avisava pelo twitter.

O vivenciar uma ação dessa natureza faz com que o consumidor grave, relembre, se envolva, isso rende muito ‘buzz’, torna-se um viral, e viral não tem forma!

A projeção holográfica é outro grande recurso digital que será muito utilizado (Fabiano citou o caso do rapper Tupac presente por holograma no show do Snop Dogg – que foi matéria do Fantástico domingos atrás).

Fabiano encerrou a palestra afirmando que o meio digital é o meio do futuro!

 

Acompanhe aqui os vídeos do Momento ECOM que veiculam diariamente com os flashes do evento na RIC TV Record Blumenau:

Programação

No dia de amanhã, 24/05, a palestra de encerramento fica a cargo de Carlos Righi, Diretor da Fulano Filmes, que falará sobre o tema “Da Criação à Produção”.

Maureen Gonzales: diretora digital da Lew Lara\TBWA

 

Palestra Maureen Gonzales

 

Fabiano Cruz: Diretor da House Cricket

 

Entrega do presente aos palestrantes

 

Palestra de Fabiano Cruz

 

Movimentação dos stands dos patrocinadores

 

Camiseta com QR Code bombando no ECOM

 

 

 

 

Texto: Mauro Celso de Aguiar 

Revisão: Márcia Annuseck

Fotos: Felipe Colvara

Postado em by Prof Márcia em Eventos, Geral

Faça seu comentário

*